terça-feira, 8 de outubro de 2013

Avançar mais

08/10/2013 - O Popular - GO

EDITORIAL

A implantação de corredores preferenciais para ônibus apenas começou em Goiânia, mas nos dois únicos trechos onde o sistema já funciona constata-se que a velocidade dos veículos aumentou consideravelmente. Assim, embora ainda existam reclamações, especialmente com relação ao curto trecho dos corredores, como mostrou reportagem publicada ontem neste jornal, há também o reconhecimento de que se trata de um avanço.

Estudiosos de mobilidade urbana são unânimes em alertar para a necessidade de priorizar o transporte coletivo. Mas nem é preciso ser especialista para perceber que essa prioridade, com consequente desestímulo ao uso individual de veículos, é a saída para diminuir os congestionamentos no trânsito e favorecer os deslocamentos na cidade. Com isso, combate-se também outro problema que se agrava: a escassez de vagas para estacionar.

A diminuição de carros e motocicletas em circulação, revertendo a tendência atual, também representará menor poluição sonora e atmosférica.

Há muito a ser feito, além de investir em corredores preferenciais para o transporte coletivo. Persiste entre usuários a reclamação quanto a atrasos, superlotação e o desconforto de ônibus velhos. E sem melhorar a qualidade do serviço, dificilmente ele conquistará adeptos.